terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Beija-me



Beija eu
Na ponta dos cílios
No canto dos lábios
Por entre meus dedos
Nos meus arrepios
Na nuca encoberta
Pelas minhas costas
Ao redor da cintura
Atrás dos joelhos
Nos meus tornozelos
Teus melhores beijos...

Lai Paiva




(Gustav Klimt)

8 comentários:

Alessandro disse...

Meu fundo de tela no note lá em casa, essa pintura de Klimt.

Mas o importante é seu poema, que é tão bonito e insinuante. Merece um beijo, Laine. :)

Coletivo Revolucionário disse...

Obrigada Alezinho. Beijos meus. Beijos mil = )

Lai Paiva

Tudo tende a encontrar seu ritmo e harmonia própria disse...

Beijos são beijos, mas os melhores são sempre os que são dados e não roubados. Lindo o poema. Parabébs, Lai.

leovalesi disse...

Sua alma escrita sabe beijar a minha. Impossível impedir esta fissura...

Anônimo disse...

Leozinho, sinta-se beijado!!!

Lai Paiva

Toninho Araujo disse...

Beijação bonita

Coletivo Revolucionário disse...

Toninho, bom ter a escrita apreciada! Obrigada.

Beijos mil

Lai Paiva

Aumentadora de Pontos disse...

Isso tem uma musicalidade incrível...! Tinha noção disso quando escreveu? Alguém precisa compor a melodia... rs