terça-feira, 29 de novembro de 2011

Amo Mesmo
















                              (James Jean)


Amo-te não como querias
Nem como devia te amar
Amo-te como soube ao te ver
Como não soube deixar de amar
Amo um amor inteiro
Pra uma vida toda
E amando-te assim
É que amanheço mais tua
A cada nova manhã...


Lai Paiva
@lainepaiva

4 comentários:

Alessandro disse...

Ama. E isso já é tanto.

Amo estes versos.

Beijo, Laine! :)

leovalesi disse...

O tempo de nova manhã te prolongará amada. Lindo! Bjs, alegria por essa poesia imensa.

Coletivo Revolucionário disse...

"Amo mesmo"... estou vendo... e lendo

Coletivo Revolucionário disse...

Alezinho, amo o seu amor aos meus versos. Obrigada!


Leozinho, é sempre inspirador quando vc comenta meus posts. Obrigada querido. Beijos mil

Lai Paiva